Ao pé do ouvido ouça Yasmin- Nossa Mãe Gaia

 

 

 

 

13.jpg

Meus amados irmãos humanos, recém-nascidas crianças, eu sou Yasmin.

 

A criança que têm de fazer nascer dentro de vocês, tem de ter as características da Deusa. Todo aquele que decidir renascer na vertente feminina da Fonte, é uma nova criança nesse planeta. Isso não tem a ver com a idade cronológica, mas com o tipo de vibração que irradia. Esta vibração que eu represento – que está pronta para ser irradiada mas precisa de ser sintonizada primeiro -, não contém qualquer veio de adoração; tem a ver, apenas, com a paz e a quietude… aquela paz e quietude que acalma todas as águas que possam chegar, até vocês, encapeladas. As palavras pouco interessam neste contexto. É o toque do vosso olhar, é o perfil do sorriso que interessa. Talvez pensem que isso não está ao vosso alcance. Mas enquanto sustentarem esse pensamento, decerto não se disporão a experimentar.

 

Não interessa o género, se masculino ou feminino, pois a Fonte é andrógina. Todavia, se falamos da Deusa, é porque, geneticamente, vocês estão preparados para entender a polaridade. Eu sou uma entidade que difunde essa polaridade, cuja tarefa é dulcificar o Humano, é transformar o toque rude no roçar, leve, de uma pena, é transformar um olhar arregalado de espanto e de medo num semicerrar de olhos de candura. Afinal, eu sou aquilo que vocês acham impossível! Por isso venho expressar-me para que me sintam, para que me experimentem e para repararem no aveludado que ponho na voz deste canal. No entanto, acrescento a firmeza. A firmeza suficiente para vos dizer que, a menos que se empenhem, jamais me experimentarão! Não é que seja difícil experimentar-me, é apenas porque vocês crêem não ser possível.

 

Julgam que um velho guerreiro não pode afagar?Crêem que uma mão calosa não pode acarinhar?Acham que, se não for à força, não conseguirão?

 

Mas eu vos peço para se aquietarem. Eu vos peço para simplificarem. Sem simplificação não há paz, assim como não há sem silêncio e quietude. Poderia juntar aqui a imobilidade, mas isso fica ao critério de cada um. Se não alimentarem a gestação da vossa Criança Doce, dificilmente equilibrarão a vossa vida. As crianças que vos rodeiam, quer as que estão dentro dos adultos, quer as que estão encarnadas há pouco tempo no planeta, anseiam conhecer a doçura do vosso toque e do vosso olhar. A vossa criança interna, como qualquer criança, deseja aprender, compartilhar com as outras crianças e, essencialmente, divertir-se! Não se esqueçam que permitiram que o “adulto” se fundisse com a vossa Figura Dourada e que, dessa fusão, tivesse saído algo bem diferente. Não procurem mudar o que vos rodeia, pois essa poderá ser uma forma que não se quererem transformar; pelo contrário, procurem iluminar, com a vossa doçura e a vossa paz, o que vos rodeia.

 

Não vos parece que esse mundo precisa de um pouco de suavidade?Não vos parece que já chega de viveram no meio da aspereza e do atrito?Acaso não conhecem já os resultados dessa escolha?Acaso não anseiam conhecer os resultados da escolha que ainda não fizeram?

 

É essa escolha que aqui vos proponho, uma escolha que depende, apenas, da vossa decisão. E não precisam de estar preparados para escolher, porque a preparação se desencadeia depois de terem escolhido. Escolham a paz e, em breve, ela será vertida sobre as vossas cabeças, simplificando as vossas vidas, eliminando temores, injectando confiança, entranhando alegria.

 

Isto não é uma promessa vazia de significado, é a promessa que sempre vos fizemos, desde o princípio, embora soubéssemos que, para ser cumprida, teriam de estar reunidas algumas condições, o que só aconteceu muito recentemente, em termos de contagem do tempo da Terra. Por isso o nosso discurso não mudou; o que tem de mudar é a forma como vocês ouvem o nosso discurso, porque o ouviram durante muito tempo e verificaram que os resultados foram bastante escassos. Essa foi uma das razões que vos levaram a perder a confiança em nós. Mas, como poderíamos fazer passar o nosso tesouro através de uma frincha da porta? Contudo, dificilmente poderiam abri-la mais; habituaram-se a ver a porta encostada, entrando apenas uma fresta de luz, e agora não concebem que, potencialmente, a porta está totalmente aberta. Acham até que a porta está presa nos seus gonzos ou tem as dobradiças enferrujadas. Julgam que não há hipóteses de a mover. Mas esta imagem, como foi dito, pertence ao velho cenário (a velha energia). A mudança tem de ser feita no vosso conceito porque, para nós, nunca nada mudou.

 

Por que não reivindicam agora, de novo, aquilo que sempre ansiaram?Por que têm medo de deixar partir as velhas limitações?Por que se agarram a uma bóia de gelo?Por que se debatem quando uma Mão de Luz se estende na vossa direcção?Por que não se deixam resgatar?

 

Na imagem há pouco proposta, quem está na Margem Dourada somos nós; quem tem de atravessar a ponte são vocês. Têm de ser vocês a atravessar a ponte porque isso implica uma decisão. Vocês, desde sempre, desceram ao planeta para tomarem essa decisão: cruzarem a ponte para o lado da Luz! Nós sempre estivemos aqui à vossa espera, aguardando que reunissem a coragem suficiente e a força necessária para darem esse passo e fazerem esse pequeno percurso.

 

Então, o que vos impede?Não querem abraçar aquela mãe que sempre idealizaram?Não querem brincar no território da abundância?Não querem emigrar para o País das Maravilhas… reais?

 

Tudo isso está à distância de um pensamento diferente. Vocês sabem que está! No entanto, continuam a dar ouvidos àquele que, dentro de vocês, diz que tudo isto é um engano. Não confundam um holograma mentiroso com a realidade. Evitem fazê-lo.

 

Será isso, que estão a sentir, uma mentira?Será que esta experiência apenas vos transmite um simulacro de paz?Será que tudo uma percepção enganosa?Dirão, mais tarde, que sentiram o que estão a sentir porque estavam a meditar?Dirão que, nestas circunstâncias, é fácil sentirem o que estão a sentir?Dirão que é difícil recuperar esta sensação quando, à vossa volta, tudo vos agride?

 

Se o disserem estão a dizer que a sombra é capaz de eliminar a Luz!

 

Então, deixo-vos com este desafio. A nossa função é proporcionar uma alternativa. A escolha, depois, é vossa. Esperamos que não saiam desta vibração, que a levem para casa e a mantenham, tal como nós temos feito ao longo de eons de tempo, mantendo-a disponível e viva para vocês, aguardando o momento em que pudessem desfrutar dela. E eis que é chegado o momento. Agora, é convosco.

 

Muito obrigado pela vossa abertura e pelo vosso esforço de entrega. Decerto nos reencontraremos. Para nos reencontrarmos, basta que voltem a fazer silêncio.

Anúncios

One thought on “Ao pé do ouvido ouça Yasmin- Nossa Mãe Gaia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s